Conteúdos ConsulPaz

Gestão da Mudança – Qual a importância para a sua empresa?   

“As pessoas mudam, cada uma ao seu tempo”, todos já ouvimos essa frase em algum momento da vida para explicar que as pessoas reagem de maneira diferente e, portanto, precisam de estímulos e velocidades diferentes para assimilarem algo novo. No entanto, o cenário atual, volátil, incerto, complexo e ambíguo, exige que as organizações estejam cada vez mais preparadas para responder rapidamente às mudanças do seu ambiente, sejam elas: a adoção de uma nova cultura, novos processos, novas diretrizes, novos procedimentos, novas ferramentas ou novos aprendizados.   

Planejar, gerenciar e dar ritmo ao processo de assimilação pode significar uma economia muito inteligente de tempo e recursos financeiros para a empresa, pois a velocidade de resposta é sempre determinada pela capacidade que as pessoas têm de incorporar as mudanças.  É fundamental um processo estruturado que permita engajar, comunicar e capacitar as pessoas para adoção do novo, minimizando resistências e incrementando os seus desempenhos.  

Para garantir que as mudanças aconteçam de forma orquestrada, e que os resultados esperados pelo negócio sejam alcançados, a Gestão da Mudança Organizacional oferece um conjunto de processos, técnicas e ferramentas que permitem controlar os aspectos que impactam diretamente as pessoas e, como consequência, afetam a sua cultura.  A construção de um plano efetivo para gestão da mudança deve contemplar os seguintes elementos:  

  • Definição da Estratégia da Mudança - Para definição de um processo de mudança de sucesso é imprescindível que haja uma coesão de propósito e expectativas com relação ao futuro desejado. Assim, um claro entendimento do cenário da mudança e das motivações daqueles que a sustentam torna-se pré-requisito para um plano de sucesso.   
  • Gestão das Partes Interessadas – É fundamental desenvolver estratégias apropriadas para o engajamento eficaz de todas as partes envolvidas no processo de mudança. Assim, é necessário identificar todos os públicos que podem impactar ou serem impactados pela mudança para entender e tratar as suas expectativas e interesses.   
  • Prontidão Organizacional - O grau de maturidade para lidar com mudanças difere de pessoa para pessoa e, como consequência, para as organizações. Dessa forma, é necessário identificar, tratar e monitorar os impactos que a mudança acarretará no dia a dia da empresa para antecipar e minimizar problemas potenciais.  
  • Comunicação - A comunicação permeia todas as fases de um processo de mudança e garante que as informações relativas sejam entregues corretamente para o público adequado. Pela comunicação promove-se o entendimento e o envolvimento com a proposta de mudança, resultando no aumento da cooperação e na aceitação do processo.  
  • Capacitação - Todo processo de mudança exige novos aprendizados, por isso é importante a construção de um plano de capacitação que potencialize a confiança dos colaboradores com relação a sua performance após a mudança.  
  • Sustentação da Mudança – É necessário garantir a perpetuação dos novos comportamentos/modelos na organização, através de um plano estruturado que celebre os resultados alcançados, reforce os aprendizados e insira-os na rotina.  

Quando tomamos consciência que as pessoas são os verdadeiros protagonistas nas organizações e são as responsáveis por realizar a transformação, fica claro que um processo estruturado de gestão da mudança aumenta significativamente a probabilidade de um projeto alcançar seus objetivos. Portanto, é sim, importante para qualquer empresa!  

A VM Consultoria é uma empresa de desenvolvimento organizacional com foco na capacitação e mentoria em processos de mudanças com impacto nas pessoas.


Posts Relacionados